sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Projeto de prédio subterrâneo no México tem 65 andares e forma de pirâmide

Muita gente sente falta das cidades de antigamente, quando nenhum prédio gigantesco tapava a vista dos vizinhos ou prejudicava a entrada de iluminação natural. Essa também é a ideia da BNRK Arquitectura, que desenvolveu um conceito de um arranha-céu apontado para baixo.
Explicamos: chamado de Earthscraper (algo como “arranha-terra”, contrastando com skyscraper, tradução de arranha-céu), o projeto consiste em uma pirâmide de 65 andares de comprimento e uma profundidade de cerca de 300 metros no solo.


A ideia para o edifício, quase totalmente de vidro, é evitar mais um arranha-céu na cidade
(Foto: BNRK Arquitectura)

Dentro dela funcionaria um museu dedicado à cultura asteca, um shopping e vários apartamentos e escritórios. Para movimentar-se pela construção, a população usaria pontes espalhadas pelo centro oco do edifício, funcionando como transporte e ponto turístico, já que por elas seria possível ver o fundo do Earthscraper.
Segundo o ArchDaily, o vidro seria o material dominante, fazendo com que os pedestres possam ver o que acontece lá dentro, além de permitir o acesso de luz solar ao local.
A construção seria em uma área central da Cidade do México, capital povoada por edifícios gigantes. O projeto ainda está em fase de inicial, portanto, não há previsão de início das obras – ou se elas vão acontecer algum dia.

Leia mais em: TecMundo.com