quinta-feira, 18 de abril de 2013

Em meio a polêmica, Kiko chega ao RS para ser embaixador da Copa

Envolvido em uma polêmica em Porto Alegre, o ator Carlos Villagrán, que interpretava o personagem Kiko no seriado "Chaves", desembarcou na capital na manhã desta quinta-feira (18). Ele será nomeado embaixador de Porto Alegre para a Copa do Mundo de 2014 em cerimônia que será realizada à tarde na prefeitura da cidade.

Carlos Villagrán chegou a Porto Alegre nesta quinta-feira.
(Foto: Reprodução/Ricardo Duarte/Agência RBS/G1)

Sorridente, o ator pisou em solo gaúcho e logo foi cercado por fãs e jornalistas. Bem-humorado, fez as suas caretas características ainda no setor de desembarque do Aeroporto Salgado Filho. Após receber o título, o ator se juntará a uma lista que reúne personalidades esportivas como Elias Figueroa, Mano Menezes, os ex-goleiros Taffael e Manga. A atual Miss Brasil, Gabriela Markus, também figura entre os representantes.

Após o anúncio e a repercussão da escolha do mexicano para integrar a lista de embaixadores de Porto Alegre, o prefeito José Fortunati que defendeu a decisão em seu blog pessoal. No texto, Fortunati afirma que a decisão partiu em virtude da popularidade do seriado que, mesmo três décadas após seu encerramento, segue sendo visto por milhões de pessoas ao redor do mundo. Além disso, o ator Villagrán seria um "amante do futebol" e "adorador do futebol brasileiro", interpretando, inclusive, personagens que reafirmariam essa característica, sendo esses outros pontos que justificariam a escolha.

Villagrán fará em Porto Alegre duas apresentações no dia 20, interprentando seu personagem mais conhecido do público. O ator, que já confessou ser apaixonado pelo futebol, homenageou dois de seus filhos com nomes de jogadores brasileiros: Edson e Paulo Cézar, em referências a Pelé e PC Caju, que vestiram a camisa da seleção brasileira na Copa de 1970, realizada no México.

O prefeito ainda demonstrou insatisfação com os críticos da escolha. "Os que tentam ridicularizar a iniciativa desconhecem a história de Villagrán e, com os preconceitos usuais dos 'caranguejos', tentam minimizar o ator de comédias mexicanas porque, talvez, estejam habituados a somente assistir aos 'grandes clássicos do cinema'", completou.

Informações do G1 e da RBS TV