quarta-feira, 27 de junho de 2012

Polícia investiga japonês que serviu a própria genitália em banquete

Quem lembra do japonês Mao Sugiyama? Sim, ele mesmo, o doido que retirou a própria genitália e a serviu em um banquete para cinco pessoas, em maio. Na época, a polícia não esquentou com o caso, porque não há leia que preveja o canibalismo como crime. Mas as coisas podem mudar.


Prefeito do distrito onde foi realizado o jantar disse ter recebido diversas reclamações.
(Foto: Reprodução/Another Tokyo/Mao Sugiyama)

Os policiais voltaram a investigar o caso bizarro, tudo porque o prefeito de Suginami, distrito onde havia acontecido o evento, disse ter havido a exibição de objetos obscenos, em comunicado na segunda-feira (25). 
- Muitos moradores de Suginami e de outros países expressaram um sentimento de desconforto e apreensão por causa disso. 
Um porta-voz da polícia de Tóquio reconheceu a denúncia, mas não quis dar mais detalhes, dizendo apenas que há uma investigação em curso. 

Sugiyama se diz assexuado e, por muito tempo, esperou na fila por uma cirurgia de remoção de seu órgão genital. Quando o procedimento foi autorizado, ele nem esperou para tuitar que ia cozinhar o órgão extraído e oferecê-lo em um banquete único. 

Ele ainda pediu a todos os seus seguidores que replicassem sua mensagem através da rede e eles assim o fizeram. A promessa do camarada Mao se espalhou como fogo em palha e seis pessoas pagaram o que ele pediu (cerca de R$ 2.500) para comparecer ao banquete, apesar de uma não ter comparecido ao rega-bofe. 

Leia mais em: R7.com